terça-feira, 14 de julho de 2009

Um simples poeta e nada mais


Se eu tivesse criado o amor,
Eu não seria um poeta.
Se eu tivesse criado a flor
Minha vida seria quieta.

Se a vida não me ensinasse a viver
Quem sabe eu a ensinaria
O futuro de mim é morrer,
A minha criação, é a minha alegria.

Assim fico escrevendo
O que a vida em mim faz
Escrevo o que quis,ou se estou querendo,
Pois sou um simples poeta e nada mais.

Nenhum comentário: