segunda-feira, 27 de outubro de 2008

O PÃO NOSSO DE CADA DIA

Que a cada dia que se chegar,
O pão,na boca amarga,alcance.
Que a cada boca sinta-se
O gosto de suor da sua própria mão.

Que a cada amanhecer a esperança
Brilhe mais forte como o sol,
E que em cada criança,a confiança
Seja de si mesma o seu prol.

Que em cada lar chegue a fartura
Junto a alegria e o amor,
Assim como da rama nasce flor,
Do sustento a satisfação madura.

Nenhum comentário: