domingo, 13 de julho de 2008

O APRENDIZADO SEM GRAÇA

Chegará o dia,e que o dia acabe
Sem mesmo que a noite chegue.
É chegado o dia em a mão,no caminho,
Já não reconhece o seu gesto.

Chegará o dia,em que a lenha,já não terá
Para espertar o fogo da fogueira.
Chegará o dia,que o amor que era infinito
Em segundos do tempo se acabará,

Solução,é saber amar perto ou distante,
Assim como a flor brotará na haste,
Para que o intenso amor não se acabe
No além sem graça de um instante.

(Marcos Vieira)

Nenhum comentário: